Retração gengival em adultos durante e depois do tratamento ortodôntico

Retração gengival em adultos durante e depois do tratamento ortodôntico


A retração gengival é um defeito estatístico comum na maioria das populações. Nos Estados Unidos, 22% das pessoas com 30 anos ou mais apresentam recessões com 3mm ou mais. Aqui no Brasil, o primeiro estudo demonstrou que 73% das pessoas apresentaram recessões na mesma magnitude.

Percebe-se então que a frequência é muito maior e que os dentes afetados foram missíveis centrais inferiores e os primeiros molares superiores.Quando o paciente está em tratamento ortodôntico e apresenta uma gengiva fina, ele precisa ser bem orientado em relação à escovação, senão pode apresentar recessões gengivais.

A retração da raiz resulta não só problema estético, mas o aumento da suscetibilidade à cárie, áreas de retenção do biofilme dentário e hiperestesia dentinária. As causas mais conhecidas são: o trauma causado pela escovação e a inflamação gengival associada ao biofilme dentário.

Fonte: Atlas Império do Tratamento da Doença Periodontal.